Varejo pede publicação urgente da MP dos empregos para evitar demissões

Varejo pede publicação urgente da MP dos empregos para evitar demissões

Em reunião Plenária realizada na manhã desta segunda-feira (22/03), as empresas associadas ao IDV (Instituto para Desenvolvimento do Varejo) manifestaram grande preocupação com a possibilidade iminente de demissões em massa no varejo em todo o país diante do fechamento de lojas em todo o território nacional e a lentidão do governo em reeditar o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego, criado no ano passado, por meio da Medida Provisória 936, e encerrado em dezembro de 2020.

Segundo o presidente do IDV, Marcelo Silva, “a despeito de todo o empenho da equipe técnica do Ministério da Economia, a Medida Provisória precisa ser publicada com urgência para evitar medidas extremas, como demissões no varejo, agravando ainda mais a crise de empregos no país. Por isso, necessitamos de urgente sensibilidade para a publicação da MP”.

A primeira rodada do Programa Emergencial de Preservação de Empregos, editada tempestivamente em 2020, foi uma medida acertada para a manutenção de postos de trabalho em diversos segmentos da economia.

O agravamento da pandemia e a adoção de medidas restritivas mais intensas neste ano, inclusive com lockdown em muitas regiões do Brasil, exigem a reedição urgente do Programa.

Repercussão na mídia

A preocupação do IDV com relação à manutenção de empregos no varejo caso o governo não reedite, em breve, o programa emergencial de manutenção do emprego, criado em 2020, repercutiu na mídia, como nesta nota da Folha de S. Paulo.

A CNN produziu uma matéria sobre a preocupação do IDV com relação à manutenção de empregos no varejo caso o governo não reedite, em breve, o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, criado em 2020. Confira: