O futuro será o que construirmos já!

O futuro será o que construirmos já!

No fechamento do Latam Retail Show 2021, ao final de uma jornada de 82 horas discutindo o presente e futuro do varejo e do consumo e, também, o momento do Brasil, da América Latina e do mundo, a mensagem que fica é essa:

De tudo o que vimos e ouvimos, especialmente no último painel, fica clara a visão de que não haverá varejo moderno, profissional, formal e gerador de emprego e renda num País que insiste em regredir nos temas sociais, econômicos e nas matérias que envolvem meio ambiente e governança.

Tudo o que avaliamos foi discutido e pesquisado com a riqueza de dados apresentados, indicando que estamos regredindo em matérias críticas. É o caso da área tributária, do enquadramento das responsabilidades do Estado e, principalmente, da redução da desigualdade social do Brasil.

A pandemia e nossas opções ajudaram a aprofundar os problemas. Essa é uma situação que o setor empresarial de forma geral, em especial os líderes que inspiram líderes do varejo e do consumo, não pode aceitar ou compactuar.

Mais uma vez é preciso, sem mais contemporizar, assumir responsabilidades que são nossas e intransferíveis, pelo privilégio da visão global e do nosso poder de mudar, transformar, inovar e buscar caminhos, exatamente como fazemos em nossas empresas.

Não podemos transigir com as conquistas passageiras de que nossos recursos naturais nos permitem usufruir. O problema, para parodiar o popular, é mais embaixo. É estrutural e atitudinal.

O Brasil pode ser tão evoluído, moderno e protagonista em âmbito global quanto mais o setor empresarial assuma um papel determinante na desejável transformação positiva.

Para nos inspirar, trouxemos as ideias que se desenvolveram no Japão por meio do Keidanren, integrando o setor empresarial, para criar uma instituição consolidadora do pensamento privado e que contribui decisivamente para transformar a realidade por lá.

Durante o Latam Retail Show, 220 palestrantes nacionais e internacionais participaram de até cinco palcos simultâneos e foram apresentadas três pesquisas inéditas e exclusivas.

Tivemos a visão privilegiada a partir da realidade do momento e das perspectivas de Estados Unidos, Japão, Holanda, França, Espanha, México, Itália, Tailândia e China. E mergulhamos na realidade brasileira de forma intensa pelas pesquisas e estudos apresentados.

Neste ano o Latam abraçou também o 1º Evento IDV-ESG, o 1º Fórum sobre transformação digital no foodservice, o 1º Latam Business Ecosystem Summit e o Matching Brasil-China para Desenvolvimento do Varejo e do Consumo.

Trouxe também mais uma pesquisa da Mosaiclab, que avaliou as mudanças no comportamento e na forma de pensar do consumidor que emerge da pandemia na América Latina, com um recorte profundo no Brasil.

Outro estudo desenvolvido com exclusividade foi o da Globo sobre os impactos por categoria de produtos e serviços, medindo a propensão ao consumo na retomada.

E mais uma realizada pelo CEV da Fundação Getúlio Vargas sobre o pensamento dominante dos líderes dos setores de varejo e consumo sobre a realidade emergente.

Outra discussão foi sobre a fome e o desperdício de alimentos no Brasil e os caminhos para criar maior consciência e mobilização sobre o tema.

Ainda mais relevante, trouxe alguns dos mais inspiradores líderes do nosso setor, que compartilharam aprendizados, experiências, vivências, o que deu e dá certo e o que deve ser evitado, pois já se mostrou inadequado.

Como mencionamos em algum momento, é um MBA compacto e dos mais atualizados em termos globais. Tudo só possível com o apoio de amigos, parceiros, clientes, universidades, associações, organizações e entidades com os quais tivemos o privilégio de estar juntos nesses 33 anos, buscando transformar de forma positiva o nosso mercado e a nossa realidade.

Mais ao final, nos inspiramos pelo exemplo do Brasil que dá certo, apesar de todos os problemas, contingências e sacrifícios, representado pela presença tocante da ginasta e medalhista olímpica Rebeca Andrade.

E tivemos a visão, as ideias e as propostas dos líderes que inspiram líderes dos setores do varejo, do comércio e do varejo para criar um passaporte para o futuro para aqueles que desejam e lutam por um outro Brasil. Não apenas o que temos, mas o que queremos e merecemos.

A palavra final no fechamento de mais um Latam Retail Show é a de agradecimento pela inspiração inoculada. A todas e todos que pudemos reunir nesses três dias, a nossa mais sincera gratidão. Um agradecimento muito especial aos patrocinadores, apoiadores, parceiros, nosso time, e aos que nos acompanharam nessa jornada.

As sementes representadas pelas ideias, inspirações e exemplos foram lançadas. Que cada um e cada uma possa fazer o melhor uso possível delas.

Obrigado e até setembro do próximo ano, no Latam Retail Show 2022, com o macrotema “Admirável mundo novo, de novo”

Marcos Gouvêa de Souza é fundador e diretor-geral da Gouvêa Ecosystem e publisher da plataforma Mercado&Consumo.
Imagem: Adobe Stock