Inovação é estratégia do varejo para atrair consumidores

Inovação é estratégia do varejo para atrair consumidores

Com o objetivo de atender o maior número de clientes possível, varejistas estão se reinventando para oferecer soluções que facilitem o dia a dia do consumidor. E o investimento em novas tecnologias é um dos caminhos dessa transformação.

Um exemplo desse movimento é a Petz, que aposta em uma nova forma de comercialização de produtos: as vending machines, com máquinas instaladas inicialmente em estações de metrô e shopping centers. “Estamos sempre em busca de novas soluções que imprimam mais praticidade na jornada de compras dos nossos clientes. As máquinas facilitam o acesso aos produtos e funcionam como vitrines da marca em pontos de alto fluxo”, afirma Luciano Sessim, diretor Comercial e Marketing da Petz.

Desde a última semana os usuários do metrô de São Paulo já se depararam com uma nova opção no quesito “produtos rápidos” para seu pet, já que é possível encontrar snacks de diversos tamanhos e portes, coleiras, shampoos, dentre outras opções para cuidar do seu companheiro de estimação na estação Trianon Masp.

Muito se fala apenas sobre a aceleração dos canais digitais por conta da pandemia, mas para Caio Camargo, sócio-diretor da Gouvêa Tech, o mercado deve estar atento também à outras formas de estar “disponível” aos consumidores. “Novas e criativas formas, como essa releitura das vending machines, muitas integradas com o e-commerce e trabalhando com o conceito de gôndola infinita, se firmam cada vez mais como grandes oportunidades para as marcas”, explica.

Consultoria de estilo virtual

A C&A Brasil também acaba de dar um passo importante para acelerar sua transformação digital e oferecer novas experiências de compra, canais e formas assertivas de atendimento às clientes com o a inteligência artificial para recomendar os produtos que são a cara de cada cliente, trazendo mais informações sobre as preferências e jornada de compra das mulheres brasileiras em seu site e aplicativo.

A nova integrante virtual da C&A tem como missão entender o perfil da cliente e sugerir roupas, acessórios e calçados em linha com o que ela procura e deseja. Faz da sua rotina ajudar a consumidora a montar looks, encontrar peças similares em cores e tamanhos, informar detalhes do produto, como o tipo de tecido e modelagem, e até tirar dúvidas e dar dicas de moda e estilo. Basta a cliente chamar a assistente no chat box, iniciar a conversa e tirar suas dúvidas de forma personalizada, rápida e fluida.

Ainda segundo Caio Camargo, a curadoria de produtos aos clientes tem sido uma das ferramentas mais utilizadas pelo e-commerce na hora de buscar a preferência de seus consumidores. O executivo explica que o avanço de tecnologias como a inteligência artificial, sempre aliada de um bom banco de dados, tem conseguido criar boas e interessantes experiências. “A busca pela humanização desse tipo de assistência, através da criação de avatares, assim como outras marcas vem fazendo, busca aproximar consumidores dessas novas experiências de uma maneira mais amigável”, conclui.

Com o piloto, a companhia terá a oportunidade de conhecer e se aproximar, ainda mais das suas clientes, entendendo o que ela mais procura e deseja.

Imagem: Reprodução