O tubarão dos negócios

07/01/2019

A revista IstoÉ Dinheiro fez uma reportagem com João Appolinário, fundador e presidente da Polishop, sobre o crescimento da empresa e a sua transformação digital. A Polishop é associada ao IDV.
Confira: https://www.istoedinheiro.com.br/o-tubarao-dos-negocios/

João Appolinário, famoso pela participação no programa Shark Tank Brasil, conduz a Polishop com a voracidade do predador dos mares. Agora a empresa mira a transformação digital e investe na diversificação do portfólio de produtos

João Appolinário, fundador e presidente da Polishop

3 perguntas para João Appolinário

O fundador e presidente da Polishop fala sobre as perspectivas para o Brasil com o novo governo

Para fomentar a criação de empregos, o Movimento Brasil 200 lançou, em parceria com a Fiesp, a campanha “Empregue +1”. Você é um dos apoiadores da iniciativa. Como será isso?
O Flávio Rocha, idealizador da campanha, é meu amigo pessoal e conselheiro do Instituto para Desenvolvimento do Varejo (IDV). É um movimento importante e conta com a participação dos empreendedores, que são os maiores pagadores de impostos do País, aqueles que fazem girar a roda da economia. O emprego é a melhor inclusão social que existe. Na Polishop, estamos prevendo 250 novas vagas para o ano de 2019.

Você está otimista com o novo governo?
Não dava mais para ficar igual ao que estava. Entregar o País de novo na mão da ‘petralha’? Nós vimos todos os escândalos que aconteceram na gestão deles. Será que só eu vi isso? Dizem que sou a favor do Bolsonaro… eu não sou a favor, nem contra. Sou a favor de um bom governo. Esse é o ponto. Se ele vai ser bom ou não, nós vamos ver. Só sei que precisamos de um governante que faça alguma coisa diferente do que estava sendo feito. Eu acho que é necessário ter alternância política sempre. São Paulo, por exemplo, está na mão do PSDB há quantos anos? Não dá para continuar assim. Dizem que o Doria está rachando o PSDB. Tomara que rache tudo mesmo…

Qual é a maior dificuldade para quem quer empreender no Brasil?
Por conta da minha participação no Shark Tank, eu invisto em algumas startups e montei um fundo para fazer esses aportes. Entro com as nossas inteligências para dar suporte a esses novos empreendedores. Isso começa desde a parte fiscal, passando pela financeira, contábil, toda a parte de organização da empresa. O Brasil não é um país simples. Cada Estado tem a sua própria legislação, fora a lei federal e todos os sindicatos. Tem uma parte logística complexa também. É um desafio empreender no Brasil. Nós entramos para resolver esses problemas, fazendo auditoria e deixando a empresa redonda, buscando corrigir o que por acaso não estava sendo feito corretamente. Quando você começa um negócio, tem que fazer a coisa acontecer. Não adianta ficar preocupado com contabilidade, com isso ou com aquilo.

Filed in: IDV na Mídia

Os comentários estão fechados.

Back to Top