Cadastro Positivo ganha mais apoio após aprovação final

19/03/2019

Fonte: Jornal DCI (15/03/2019)

O projeto de lei complementar n° 54/2019 do Cadastro Positivo – aprovado pelo Senado Federal na noite da última quarta-feira – irá para sanção presidencial e logo deverá trazer ganhos à sociedade, segundo empresas e associações.

A Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo do Estado de São Paulo (FecomercioSP) considera que a medida pode reduzir o custo dos juros em até R$ 120 bilhões por ano. A cifra representa 6% do total das vendas do varejo, cujo faturamento é de R$ 2 trilhões por ano.

De acordo com a Fecomercio, a taxa média de juros pode diminuir em até 15 pontos percentuais, passando dos atuais 41% para 26%. Atualmente, o custo anual de juros ultrapassa os R$ 390 bilhões para os consumidores; após a inserção do Cadastro Positivo, pode chegar aos R$ 270 bilhões – R$ 120 bilhões de diferença.

Para o Instituto de Desenvolvimento do Varejo (IDV), o Cadastro permitirá melhor análise da capacidade de pagamento, beneficiará os bons pagadores e poderá reduzir a taxa de juros cobrada dos clientes e aumentar o crédito concedido.

Contraponto

Mas para o CEO da Neurotech, Domingos Monteiro, a aprovação não garante automaticamente uma queda dos juros e do spread bancário. “O cadastro positivo já é usado em países desenvolvidos. No entanto, ele só vai surtir um efeito benéfico se o sistema financeiro o usar de forma apropriada.”

Filed in: IDV na Mídia

Os comentários estão fechados.

Back to Top